Google+ Followers

domingo, 12 de novembro de 2017

DDL - Data Definition Language


Linguagem usada para definir estruturas de banco de dados. Então configure, altere e remova estruturas de dados das tabelas com os comandos:


CREATE

CREATE TABLE meus_contatos (
sobre_nome VARCHAR(30),
primeiro_nome VARCHAR (20), 
email VARCHAR (50), 
aniversario DATE, 
profissao VARCHAR (50),
local VARCHAR (50),
estado_civil VARCHAR (20),
interesse VARCHAR (100),
procura VARCHAR (100) 
);

ALTER



ALTER TABLE autoria

DROP COLUMN Attribute1;


DROP

DROP TABLE autoria;


Sara Meireles
Especialista em BI

DML - Data Manipulation Language




Uma transação é composta por uma coleção de instruções DML. Então recupere linhas, insira novas linhas, altere linhas existentes e remove linhas indesejadas da tabela de banco de dados com os comandos:


INSERT

INSERT INTO ALBUM VALUES 
(1, 'Ana Vilela', '2017/04/12'), 
        (2, 'AnaVitoria', '2016/04/12'), 
        (3, 'Bruno e Marrone', '2017/08/13'), 
        (4, 'Marilia Mendonça', '2017/09/13'), 
        (5, 'Maiara e Maraisa',  '2016/10/10')


DELETE

DELETE FROM artista;

ou 

DELETE FROM artista
WHERE cod_artista=1;


UPDATE



Sara Meireles
Especialista em BI

domingo, 15 de outubro de 2017

String or binary data would be truncated.


Se alguma vez você já se deparou com essa mensagem de erro no SQL Server.  


"String or binary data would be truncated. The statement has been terminated".  


Não se desespere! Esta mensagem significa que a quantidade de caracteres excedeu ao tamanho do campo. A palavra TRUNCATED em português truncado que significa cortado. Essa mensagem pode aparecer por exemplo ao executar um comado "INSERT INTO". Verifique no script do insert qual o valor está excedendo o tamanho do campo. Faça a correção  e execute o script novamente. 

Exemplo:





Sara Meireles
Especialista em BI


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Declaração de Variáveis



A declaração de variável deve ser feita na sessão DECLARE antes de referenciá-la no bloco PL/SQL. Um valor inicial pode ser atribuído a uma variável.


Sintaxe:

Identificador [CONSTANT] tipo de dado [NOT NULL] [ := | DEFAULT expressão]


Identificador nome da variável.

CONSTANT Contém valores que não podem ser alterados. Contantes devem ser inicializadas

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Blocos PL/SQL

A PL/SQL é chamada de linguagem estruturada em blocos. Um bloco PL/SQL é uma unidade sintática  que pode conter código de programa, declarações de variáveis, handlers de erro, procedimento, funções e até mesmo outros blocos PL/SQL.

Um bloco PL/SQL é formado por três sessões:


DECLARE

É uma seção opcional reservada para declaração de variáveis, constantes, tipos, exceções definidas por usuários, cursores e subrotinas,

BEGIN

É uma seção executável que contém os comandos SQL e PL/SQL que irão manipular dados do banco e é iniciada pela palavra chave BEGIN.

EXCEPTION

É uma seção opcional reservada para tratamento de exceções.

END; 

Exemplo:

DECLARE 

   bonus NUMBER(8,2);
   emp_id NUMBER(6) := 201;

BEGIN

SELECT  salary * 0.10 INTO bonus
FROM HR.employees
WHERE employee_id = emp_id;

/* impreme o resultado na tela*/
DBMS_OUTPUT.put_line('SALARIO REAJUSTADO EM ' || bonus || ' REAIS!!!');

END;


Sara Meireles
Especialista em BI






O que é PL/SQL ?


PL/SQL - Procedural Language Structered Query Language é uma extensão da linguagem SQL padrão ANSI para manipulação de bancos de dados relacionais. A linguagem SQL é suportada por todos os SGBD's relacionais como: Oracle, Microsoft SQL Server, MySQL, PostgreSQL, SQLite e DB2 da IBM.


Embora a SQL sejam uma linguagem que oferece recursos para recuperação e manipulação de dados em tabelas, controle de transação, definição de objetos e controle de acesso. A SQL não possui comandos para tomada de decisão IF-ELSE e nem para execução de laços WHILE e FOR. Por isso que funcionalidades que tornam a linguagem mais completa como controle de fluxos, tratamento de exceções e orientação a objeto foram adicionadas surgindo o PL/SQL para o SGBD Oracle. 


Sara Meireles
Especialista em BI

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

O que é Transact-SQL?



Transact-SQL ou T-SQL é uma extensão de linguagem SQL (Structered Query Languange). É uma linguagem de definição, manipulação e controle de dados. Foi implementada pela microsoft para o SQL Server no padrão SQl-92 publicado pelo ANSI (American National Standards Institute) e pela ISO (International Standards Organization). 

Tipos de instruções Transact-SQL:


  • DDL - Data Definition Language
  • DCL - Data Control Language
  • DML - Data Manipulation Language

Sara Meireles
Especialista em BI


Data Definition Language - DDL




As instruções de DDL definem um banco de dados, criando bancos de dados, tabelas e tipos de dados definidos pelo usuário. As DDL também podem ser usadas para gerenciar os objetos do banco de dados. Por padrão, somente os membros do cargo sysadmin, dbcreator, db_owner ou db_ddladmin podem executar instruções de DDL. Exemplos de algumas instruções de DDL:

  • CREATE nome_do_objeto
  • ALTER nome_do_objeto
  • DROP nome_do_objeto


CREATE

A instrução CREATE TABLE cria uma nova  e seus campos, além das restrições de campo. Se for especificado um NOT NULL para um campo, então será necessário que os novos registros tenham dados válidos nesse campo. Uma cláusula CONSTRAINT estabelece várias restrições sobre um campo e evitam que dados inválidos sejam inseridos no banco e pode ser usada para estabelecer a chave primária.  

NOT NULL

A constraint NOT NULL impede que valores nulos sejam inseridos em uma coluna.

UNIQUE

A constraint UNIQUE impede que valores duplicados sejam inseridos em uma coluna.

O script a seguir cria uma tabela chamada customer (cliente) no banco de dados Northwind. Ela inclui as colunas cust_id (identificação do cliente), company (empresa), contact (contato) e phone (telefone).


CREATE TABLE customer (
cust_id int not null,
company varchar (40),
contact varchar (30),
phone char(12)
CONSTRAINT PK_CUSTOMER PRIMARY KEY (cust_id)
);
GO

ALTER

A instrução ALTER TABLE modifica uma definição de tabela alterando, adicionando ou removendo colunas e restrições, reatribuindo e recriando partições, ou desabilitando ou habilitando restrições e gatilhos.

O script a seguir altera o tipo de um campo de char(12) para numeric(18,0) e adiciona uma nova coluna endereço na tabela.

ALTER TABLE [dbo].[customer] ALTER COLUMN phone numeric(18,0);

ALTER TABLE [dbo].[customer] ADD endereco VARCHAR(20) NULL;  



Sara Meireles
Especialista em BI